Cirurgia bariátrica durante a pandemia de Covid-19

A pandemia de Covid-19 dentre as várias mudanças e dificuldades que provocou no mundo todo, também influenciou diretamente as pessoas que tinham cirurgias marcadas. Por exemplo, os pacientes que desejavam realizar procedimentos bariátricos tiveram seus procedimentos adiados devido ao risco provocado pelo novo coronavírus. Pensando nisso, entidades brasileiras relacionadas à cirurgia criaram uma série de orientações a serem seguidas que possibilitam a realização da cirurgia bariátrica durante a pandemia de Covid-19.

Cirurgia bariátrica durante a pandemia de Covid-19 - Lifelev

Primeiramente, é importante pontuar os tipos de cirurgia que existem. A cirurgia de emergência, aquela que traz risco de vida ou perda de membro caso o paciente não seja operado em um tempo menor que 6 horas, a cirurgia de urgência que segue o mesmo princípio da anterior, mas com tempo entre 6 a 24h. E por último a cirurgia eletiva, aquela que pode ser adiada por até um ano, sem causar grandes problemas ao paciente, como é o caso da bariátrica.

Portanto, devido a seu menor nível de urgência, os procedimentos eletivos foram adiados em todo o país. Foram levados em consideração diversos fatores como: características individuais de cada doença, questões de segurança quanto a transmissão/infecção, tanto para os pacientes, quanto para os profissionais de saúde, preservação de leitos hospitalares e de UTI, além da gestão de equipamentos de proteção individual (EPI). 

Apesar de não configurar como um procedimento emergencial, a cirurgia bariátrica é um tema relevante durante a pandemia do Sars-Cov-2, uma vez que um estudo observou nível elevado de índice de massa corporal (IMC) com a alta incidência de internação de pacientes infectados pelo novo coronavírus, além dos riscos de câncer trazidos pela obesidade

Assim, o documento, assinado por entidades relacionadas à cirurgia e infectologia, propôs um protocolo de orientações para auxiliar o retorno do médico e dos serviços de saúde a esse novo período.

 

Medidas do protocolo de cirurgia durante a pandemia de Covid-19

Antes de tudo, é importante ressaltar o momento epidemiológico do país, estado ou cidade em que o paciente se encontra para que haja a retomada das cirurgias eletivas. Por exemplo, o governo do estado de São Paulo criou o Plano São Paulo para determinar as fases da pandemia. Outro fator que o hospital, onde será realizada a cirurgia, deve considerar é a gestão dos EPIs (Equipamento de Proteção Individual), além da realização do teste de Covid-19 considerado critério técnico de segurança. 

Assim, hospitais que se proponham a retomar as atividades cirúrgicas eletivas devem instituir uma comissão de priorização da agenda cirúrgica. 

Para isso, as instituições devem coletar e atualizar dados relevantes, complementando e colaborando com as informações das autoridades sobre os números da pandemia e as métricas de atendimentos (por exemplo: mortalidade, complicações, readmissão, especialmente em contexto de aumento de volume). 

Além de também implementar uma política de distanciamento social para os funcionários, os pacientes e os visitantes de pacientes, que atenda às recomendações locais e nacionais atuais das práticas de isolamento da comunidade.

Em conclusão, é importante sempre reconsiderar o cenário epidemiológico e se ele de fato é favorável para o procedimento, monitorar o bem-estar do profissional de saúde e do paciente. Além de reforçar as rotinas de limpeza ambiental no centro cirúrgico em todas as áreas de atendimento (áreas pré-operatórias, sala operatória, sala da patologia, sala de recuperação pós anestésica, centro de material e esterilização) e implementar antes do início de qualquer procedimento invasivo, a realização de limpeza terminal nas salas cirúrgicas.

Essas são algumas medidas a serem adotadas na realização da cirurgia bariátrica durante a pandemia de Covid-19. Há também uma série de hábitos a serem adotados tanto no pré como no pós-operatório. Ciente de todas essas necessidades, a clínica Lifelev está pronta para te atender da melhor forma possível, pensando na sua saúde e bem-estar, conciliando a realização da cirurgia com biossegurança. 

Ficou interessado no assunto? Agende uma consulta conosco no botão abaixo!

 

Deixe um Comentário