Qual bariátrica fazer? Saiba os tipos da cirurgia

Quando o assunto é emagrecimento, muitos pacientes ficam em dúvida sobre qual o procedimento mais indicado para eles. Pensando nisso, a clínica Lifelev preparou um material explicando os tipos de procedimento cirúrgicos que trabalhamos e quais são as diferenças entre si. A escolha do método utilizado é muito importante, pois diminui riscos ao paciente, uma vez que cada caso é único. Saiba qual bariátrica fazer. 

 

Qual bariátrica fazer Conheça os tipos da cirurgia - Lifelev

Bariátrica por Endoscopia (Overstitch – Sutura Gástrica Endoscópica) 

O que é - Esse procedimento pode ser utilizado para finalidades médicas onde se deseje aproximar tecidos por endoscopia, sem a necessidade de uma cirurgia. 

Indicação - Indicado para pacientes com IMC entre 30 e 40, no entanto, qualquer pessoa com sobrepeso ou com qualquer grau de obesidade pode realizá-lo, se não houver outras contra indicações clínicas. É especialmente indicado para aqueles que estão reganhando peso e/ou não perderam o suficiente após algum tempo da cirurgia primária realizada.

Como é - reduz o volume que o paciente consegue comer, costurando o estômago por dentro, por sutura endoscópica, reduzindo sua capacidade em torno de 80%, deixando-o no formato de uma banana). 

Resultado - Menos invasivo e sem incisões cirúrgicas, procedimento rápido (40 a 60 minutos em média) e índice de perda em torno de 20 – 30% do peso corporal.

Risco - Já foi realizada em mais de 2000 pessoas ao redor do mundo, com resultados que surpreendem aos pacientes, apresenta baixos índices de complicações, nenhum óbito relatado até o momento. Com alta no mesmo dia, já que não é cirúrgica e recuperação rápida (2 a 3 dias). Nosso especialista, Dr. Antonio Celso Moraes, executa em curto tempo (média de 40 minutos).

Cuidados - É necessária a correção de outros fatores que possam contribuir com esse reganho ou parada de perda de peso, tais como fatores comportamentais alimentares, doenças metabólicas, uso de medicamentos, entre outros. Se eles não forem corrigidos, o resultado pode ser muito prejudicado. 

Cirurgia Bariátrica

O que é - É a redução de estômago, reúne técnicas com respaldo científico destinado ao tratamento da obesidade e das doenças associadas ao excesso de gordura corporal ou agravadas por ele.

Indicação - Pessoas com idade entre os 16 e os 65 anos, com IMC:

- igual ou superior a 50 kg/m²

- igual ou superior a 40 kg/m², sem perda de peso mesmo com acompanhamento médico e nutricional comprovado durante, pelo menos 2 anos;

- igual ou superior a 35 kg/m², e presença de outras doenças de risco cardiovascular elevado, como pressão alta, diabetes descontrolada e colesterol alto.

Como é - Minimamente invasiva, a videolaparoscopia é feita de quatro a sete mini-incisões de 0,5 a 1,2 centímetros cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo. Possui duas técnicas: Sleeve (gastrectomia vertical) e Bypass gástrico. 

- O Bypass reduz o estômago através de grampeamento, dividindo-o em duas partes. Ela mistura duas modalidades – a redução do estômago e o desvio da comida para o intestino. 

- O Sleeve traz apenas a restrição do tamanho do estômago. 

Resultado - O  Bypass permite perder até 70% do peso inicial, já o Sleeve permite perder cerca de 40% do peso inicial.

Risco - O Bypass tem maiores riscos e uma recuperação mais lenta. Os riscos estão relacionados a complicações que podem surgir durante a internação hospitalar, dentre eles estão: Embolia pulmonar, sangramento interno no local da operação, e a formação de pequenas bolsas nos pontos internos da região operada (fístulas). Mas não se assuste, por ocorrerem ainda durante a fase hospitalar, as complicações podem ser rapidamente resolvidas pela equipe médica.

Cuidados - Na videolaparoscopia são 15 dias para a recuperação e, com 30 dias, a pessoa pode começar a fazer exercícios leves. Os cuidados são diversos (Clique aqui para saber mais), tanto no pré como no pós operatório, com destaque para o acompanhamento médico e nutricional.

Deixe um Comentário